quinta-feira, outubro 13, 2005

Era uma vez...uma menina...



Isto de deambular por uns e outros blogs, por uns e outros comentários, tem um gosto mesmo especial... Hoje de manhã ao ler os comentários num blog que costumo visitar, deparei-me com uma coisa que me fez viajar à minha infância, tempos da escola primária... Ao ler o blog do asterisco, vi que um dos filhos dele está com a escarlatina (aproveito para desejar as melhoras, que tudo corra bem) e lembrei-me de quando andava na escola primária tinha uma colega que era a minha roll model, a the one, tinha tudo como eu queria ter, era como eu gostava de ser, a que tinha as melhores borrachinhas de cheiro, as fitas para o cabelo mais fashion, não transpirava quando corria nas brincadeiras, mantinha a bata sempre limpinha, irradiava brilho (aos meus olhos)... até o nome dela facilitava os bordados na etiqueta da bata – Joana – dava para imensos desenhos com Joaninhas (diga-se que hoje em dia até é um nome que não daria a uma filha, não gosto particularmente), mas na altura, como era da estrela, eu achava o máximo!
Pronto ela tinha tudo, mesmo quando eu pensava que finalmente ia brilhar no recreio com alguma novidade fantabulástica, a Joana tinha logo uma melhor e mais bonita...
Mas vou parar de acentuar estes pontos altos, senão até pareço recalcada e a miúda era amorosa e dava-me bem com ela, aliás mantenho contacto com ela ainda hoje (espero que não leias isto, senão vais-me dar uma gozo terrivel...)
Em determinada altura, ela faltou à escola porque estava com a escarlatina, Oh pá até nisso ela era diferente e especial, eu tinha gripe, crises de figado, varicela, sarampo... coisas perfeitamente banais... mas ela não, ela tinha que faltar à escola porque tinha escarlatina... Bolas era mesmo afortunada... e lembro-me perfeitamente (mesmo que não me lembrasse, teimam na minha familia,em lembrar-me estas coisas volta e meia, então contar ao meu sócio é que eles acham o máximo...) de chegar a casa e dizer á minha mãe que queria muito, mas mesmo muito, ter a escarlatina...
entretanto... até à próxima!

entrelinhas:
essas miudas perfeitas sp me irritaram!! e ainda irritam!!!!
pfffffffffffffffffffffff
 
nesse casa especial, irritava-me tb a mãe dela (ja na altura!!) todos os dias trazia uma carteira diferente, e cada uma mais linda q a outra!!
pffffffffffffffffffffffffffffffffffff
 
eu nunca tive sarampo!...
prontsh!
...de jovem tive uma espinha na cara!... localizada na testa!
e era muito invejado pela turma! ...era a época de ouro do "Alan Parsons Project" e a minha espinha dáva-me um ar de... (digamos)... unicórnio!!!...
é bom ser o mais popular da turma...
...ainda que seja pelo raio dum corno de acné!!
 
d.: pelo menos tranquilizas-me ja não me sinto sozinha, neste tipo de pensamentos... se bem que és mais radical, e assumes logo que te irritam...:D:D:D:D
anus: de facto só tu para seres associado a um unicórnio...:D:D:D
 
Se ainda estiveres para aí virada, posso pedir ao meu puto para te espirrar em cima - aquilo pega-se como o diabo.
Obrigado pela atenção,
 
asterisco: thank's mas hoje em dia, passo!!! Olha se eu na altura soubesse que bastava ela espirrar-me em cima bem que a tinha ido visitar até ficar doente...:D:D:D
 
Crises de figado na escola primaria? ou tens problemas de figado e nesse caso tens a minha solidariedade, ou fica explicado desde já o "I" de "UVA"...
 
Também tive essa doença. Era suposto ficar de cama.... mas não consegui.... andava sempre a minha tia a correr atrás de mim, dentro de casa, porque eu arranjava sempre imensas coisas para fazer FORA DA CAMA: comer, wc, água..... Foram tempos tão difíceis que até tive direito a fotografia...... eu era mesmo um terror ahahahahahahahah ;)
 
:D

não sei se me ria, ou se sorria apenas, mas esta descrição fez-me recuar uns anitos e parar no recreio da escola. Nesta paragem vi a tua historia!

Brilhante!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?